Aviões militares chineses voam perto de território japonês

Aviões de guerra chineses (DR)

Oito aviões militares chineses voaram perto da ilha de Okinawa, no sul do Japão em uma manobra sem precedentes que obrigou as Forças de Autodefesa a posicionar suas próprias aeronaves em alerta.

Pelo menos dois dos aviões chineses que passaram pela região eram caças de combate, segundo confirmou hoje à Agência Efe o Ministério da Defesa japonês.

Os aparelhos chineses atravessaram na véspera o estreito de Miyako, situado entre a ilha homônima e a de Okinawa, no Mar da China Oriental, palco de uma tensa disputa territorial entre Tóquio e Pequim por conta das ilhas Senkaku (Diaoyu, em chinês).

O Ministério da Defesa assegura que é a primeira vez que aviões de combate do país vizinho atravessam esta região.

Posteriormente, a China defendeu o envio dos aviões militares, dizendo se tratar de uma ação “necessária para salvaguardar a soberania nacional, a segurança do país e manter a paz”, segundo Shen Jinke, porta-voz das Forças Aéreas da China, conforme publica hoje o jornal oficial “Global Times”.

O porta-voz chinês afirmou que dúzias de aviões de combate foram enviados ao Pacífico Ocidental e à região de identificação de defesa aérea – criada por Pequim para Diaoyu/Senkaku em 2013 – para exercícios militares e patrulhas regulares. (EFE)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA