Assessora internacional discute cooperação descentralizada no Chile

(DR)

Seminário vai reunir representantes de 10 países

A assessora especial para Assuntos Internacionais do governo de São Paulo Ana Paula Fava participa nos próximos dias 6 e 7 de setembro do seminário “A Cooperação Internacional Descentralizada – Aprendizagem e Desafios”. O evento acontece na cidade de Viña del Mar, região de Valparaíso, no Chile. O objetivo é identificar as experiências bem-sucedidas, os desafios dos processos institucionais e os principais atores da cooperação descentralizada na Espanha, Chile e países latinoamericanos.

Fava vai se reunir com representantes de 10 países. Além do Brasil e de treze regiões chilenas, participam Argentina, Colombia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Espanha e México.

O Seminário, organizado pela Agência de Cooperação Internacional do Chile, será dividido em 4 temas principais: Avanços e Desafios dos processos de Descentralização na América Latina; a Instituição da Cooperação Descentralizada; o Processo de desenvolvimento da cooperação descentralizada com ênfase transfronteiriças; e a Cooperação descentralizada em nível local-municipal. Após a apresentação dos temas, os participantes poderão discutir e tirar dúvidas sobre os assuntos propostos.

Para Yuri de Souza, coordenador-geral da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) do Ministério das Relações Exteriores, compartilhar experiências e interesses brasileiros e ampliar as oportunidades de participação do estado de São Paulo na pauta de cooperação internacional, local e regional são as principais expectativas brasileiras na participação do Seminário. Yuri, em conjunto com os representantes do Uruguai, Colômbia e Argentina, Juan del Pozo, Monica Varona e Ana Ciuti respectivamente, abordam no Seminário o marco normativo e o processo de implementação e desenvolvimento da cooperação descentralizada.

“São Paulo, como governo estadual, dá mais um passo no sentido de se aproximar, de trocar experiências, e de aprofundar as relações com os países presentes no evento “, afirma Ana Paula Fava.

O representante do MRE destaca ainda a importância da AEAI no Seminário do Chile. “Temos claro o reconhecimento do papel estratégico da Assessoria Especial para Assuntos Internacionais do Governo de São Paulo, como elemento fundamental de nossa concepção de atuação para a melhoria de qualidade do trabalho de coordenação e apoio que a ABC realiza junto a instituições estaduais e órgãos especializados do Estado de São Paulo”.

O evento é financiado pelo Fundo Misto Chile-Espanha que cobriu custos de passagem e hospedagem para todos os representantes dos países convidados. (Sao Paulo Global Sp Gov Br)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA