Antigos militantes da UNITA filiam-se ao MPLA no Cuvango

Huíla: Mpla recebe novos membros (Foto: Morais Silva)

Cinquenta e quatro antigos cidadãos que militaram na Unita nos últimos 30 anos, no município do Cuvango, a 356 quilómetros a Leste do Lubango, província da Huila, renunciaram a militância e aderiram ao MPLA, esta segunda-feira.

O acto de recepção dos novos membros foi presidido pelo primeiro secretário do comité municipal deste partido, Miguel Luís, que os saudou e assegurou-os que estão em casa e em confiança.

Afirmou que o acto reverte-se de um significado histórico especial na aldeia, pois o MPLA vai fortificando cada vez mais as suas bases.

Felicitou estes cidadãos por terem ingressado no MPLA, tendo salientado que o seu partido continua de braços abertos para receber todos os angolanos que sob a sua bandeira e em torno do seu líder José Eduardo dos Santos queiram contribuir para a coesão nacional e na reconstrução do país.

Por sua vez, na declaração da renúncia os ex-militantes do partido do “Galo Negro” reafirmaram que tomaram a posição de livre vontade, por considerar a política desenvolvida pela Unita estar “baseada no tribalismo, regionalismo e na mentira”.

“Nós escolhemos a via de ingresso ao MPLA, porque estamos cansados com uma política caduca que só professa a mentira”, afirmaram.

Na longa mensagem, os novos militantes do MPLA reafirmaram a sua fidelidade ao partido no poder, por considerar ser uma força política capaz de congregar os angolanos de Cabinda ao Cunene e com vocação para materializar os anseios de todos os filhos desta pátria.

O ingresso dos ex-militantes da Unita ocorreu no sector Quilómetro 50, na aldeia de Linhemo, sendo que da cifra 24 são ex-militares, actualmente na reforma.

O município do Cuvango acolheu no passado, mais precisamente na comuna de Galangue, o maior centro de aquartelamento das extintas forças militares da Unita. Cuvango tem uma população estimada em 75 mil 180 habitantes. (Angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA