Angola : Greve dos professores e dos trabalhadores do porto de Lobito

Logotipo do Porto de Lobito, Angola (DR)

A grave crise económica e financeira que atravessa Angola provoca movimentos sociais em vários sectores do país.

Os movimentos reivindicativos dos trabalhadores multiplicaram-se em Angola devido a grave crise económica e financeira que vive o país.

Na província do Bengo, os professores de ensino geral iniciaram uma greve por tempo indeterminado para exigir o pagamento de salários e subsídios em atraso há vários meses.

O porto de Lobito, o segundo maior do país, vive um movimento grevista idêntico.

Desde o início da crise económica e financeira, centenas de empresas faliram em Angola e lançaram para o desemprego mais de 70 000 trabalhadores.

Afectada pelo baixo preço do petróleo, a economia angolana só deverá crescer este ano 1,1%. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA