Acidente de trem em Nova Jersey mata brasileira e deixa mais de 100 de feridos

Pesssoas observam destruição provocada por acidente de trem em Hoboken, Nova Jersey, nos EUA. 29/09/2016 (Foto: Cortesia de Chris Lantero via REUTERS)

HOBOKEN, Estados Unidos (Reuters) – Um trem de passageiros bateu em uma estação de Nova Jersey, nos Estados Unidos, matando uma brasileira e ferindo mais de 100 pessoas durante a hora do rush na manhã desta quinta-feira, em acidente no qual o trem derrubou parte do telhado e espalhou destroços.

Testemunhas descreveram cenas terríveis após a frente do trem ter destruído a plataforma ao passar em alta velocidade no terminal de Hoboken, derrubando colunas de suporte e levando caos a um dos mais movimentados centros de transporte na região de Nova York.

A brasileira Fabíola Bittar de Kroon, de 34 anos, natural de Santos, morreu ao ser atingida por destroços do acidente, disse o prefeito da cidade, Dawn Zimmer. O governador de Nova Jersey Chris Christie afirmou a repórteres que 108 pessoas ficaram feridas.

O maquinista do trem, ou motorista, ficou ferido, foi levado para um hospital e depois recebeu alta, disseram autoridades, sem detalhar os ferimentos dele.

“Nós não temos nenhuma indicação de que seja outra coisa senão um acidente trágico, mas … vamos deixar que agentes da lei investiguem os fatos”, disse Christie em colectiva de imprensa em Hoboken, junto com o governador de Nova York, Andrew Cuomo.

Os feridos foram levados em macas para ambulâncias enquanto mais de 100 membros de equipes de resgate isolaram a área da estação. Dezenas de barcos da polícia pararam no rio Hudson, que fica ao lado da estação.

Alguns passageiros ficaram presos em destroços, segundo testemunhas e autoridades, mas foram retirados posteriormente.

Ainda não houve comentários sobre a causa do acidente. Investigadores federais estiveram no local.

“A única coisa que sabemos é que obviamente este trem estava viajando a uma velocidade razoavelmente alta”, disse Christie.

A estação é usada por muitos passageiros que vão de Nova Jersey para Manhattan, em Nova York. (Reuters)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA