Voos entre Madeira e continente foram regularizados

(AFP/Getty Images)

Ontem a TAP chegou a ter 800 passageiros a aguardar por voos para o Funchal, cancelados devido às más condições atmosféricas.

Os fortes ventos que se sentiram na cidade do Funchal nos últimos dias obrigaram ao cancelamento de vários voos dos aeroportos de Lisboa e do Porto com destino à Madeira, uma situação que não tem qualquer relação com os incêndios que na noite de terça-feira chegaram ao centro histórico do Funchal, destruíram pelo menos 37 imóveis e fizeram dezenas de desalojados.

O aeroporto do Funchal fica a cerca de 20 quilómetros do centro da cidade e os serviços aeroportuários estão a acompanhar a situação, não existindo até ao momento qualquer informação no sentido de as chamas poderem afetar aquela infraestrutura.

Durante o dia de terça-feira, a TAP chegou a ter cerca de 800 passageiros que aguardavam um voo com destino ao Funchal devido às condições meteorológicas na Madeira que obrigaram ao cancelamento de vários voos.

Entretanto, disse à Lusa o porta-voz da TAP, a maioria já seguiu em voos que partiram esta noite do aeroporto do Porto e de Lisboa e, por volta das 9:00 de quarta-feira, deverá sair um novo avião: um A330, com capacidade para 230 pessoas.

“Com esta operação estaremos muito próximos da normalização da situação”, relatou à Lusa o porta-voz da TAP, sublinhando que, caso haja necessidade, poderá sair mais um avião com destino ao Funchal.

O aeroporto do Funchal, situado a 20 quilómetros do centro da cidade, está a funcionar com normalidade e não há qualquer foco de incêndio na sua zona envolvente, disse à agência Lusa fonte aeroportuária. (OBSERVADOR)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA