Ucrânia recorre à ONU após acusações russas sobre Crimeia

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, em Varsóvia, no dia 9 de julho de 2016 (AFP)

A Ucrânia anunciou nesta quarta-feira que pedirá ao Conselho de Segurança das Nações Unidas uma reunião urgente caso aumente a tensão com a Rússia, que acusou Kiev de orquestrar um complô para atacar infraestruturas na Crimeia.

“A conveniência (de recorrer) do Conselho de Segurança está sendo considerada”, disse o embaixador da Ucrânia, Volodymyr Yelchenko.

“Assim que chegar o momento, faremos isto imediatamente. Estamos prontos para qualquer provocação”.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, acusou nesta quarta-feira a Ucrânia de recorrer “ao terror” com tentativas de incursões na Crimeia, elevando a tensão sobre esta península anexada em 2014 por Moscovo.

A agência de segurança russa afirma ter frustrado “atentados terroristas” na Crimeia, preparados pela inteligência militar ucraniana para “desestabilizar” o território antes das eleições previstas para Setembro.

As acusações foram consideradas “sem sentido e cínicas” pelo presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko.

Como membro permanente do Conselho de Segurança, a Ucrânia tem o direito de convocar uma reunião sobre qualquer tema considerado ameaça à paz e a segurança internacionais. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA