Traficantes atacam militares da Força Nacional, na Maré

Policiais aguardam em frente a um hospital por informações sobre o oficial da Força Nacional gravemente ferido em ataque de traficantes, no Rio de Janeiro, no dia 10 de agosto de 2016 (AFP)

Uma equipe da Força Nacional foi atacada a tiros nesta quarta-feira (10) por traficantes no Complexo de Favelas da Maré, no Rio, e dois de seus homens ficaram feridos – um deles gravemente.

“Três policiais da Força Nacional entraram de carro por engano na favela Vila do João. Seu veículo foi atingido por tiros de traficantes”, disse um agente à AFP, pedindo para não ser identificado.

“Um deles foi atingido na cabeça. Ele sofreu uma cirurgia e foi colocado em observação. Um outro ficou ligeiramente ferido, o terceiro está ileso”, informou o Ministério da Justiça em um comunicado.

De acordo com o governo, os militares são o capitão Alen Marcos Rodrigues Ferreira, levemente ferido; e os soldados Rafael Pereira, que não se feriu, e Hélio Andrade, que se encontra em estado muito grave.

O capitão Rodrigues Ferreira foi levado para o Hospital Municipal Evandro Freire, na Ilha do Governador, e já foi liberado. Já o soldado Andrade foi operado no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier.

“É um ataque lamentável e covarde. Nossos serviços de Inteligência estão identificando os autores. Dois deles já foram” identificados, disse o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, à imprensa.

O episódio aconteceu em uma das comunidades mais pobres que formam o Complexo da Maré, uma das maiores e mais perigosas favelas do Rio, a caminho do aeroporto internacional do Galeão.

Os policiais feridos fazem parte do efetivo de 5.000 homens que integram a Força Nacional, enviados ao Rio para complementar a segurança na cidade durante os Jogos Olímpicos 2016. Esse corpo de elite é composto por policiais militares, soldados e bombeiros de todo o país. É mobilizado pelo governo federal para alguns estados, em função de situações específicas. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA