Sismo de 6.2 provoca pelo menos seis mortos no centro de Itália

(EURONEWS)

Pelo menos seis pessoas morreram num forte terramoto de magnitude 6.2 na escala de Richter que atingiu o centro de Itália. O sismo, que ocorreu às 03h36 (02h36 em Lisboa), a sudeste de Norcia, cidade da província de Perugia, na região da Umbria, teve o epicentro a dez quilómetros de profundidade, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que monitoriza a atividade sísmica mundial.

Pelo menos duas pessoas idosas morreram na aldeia de Pescara del Tronto.

Em Illica, na mesma região, os meios de comunicação italianos referem que centenas de pessoas se encontram aprisionadas nos escombros das casas destruídas pelo sismo.

A localidade de Amatrice é a mais afetada. O presidente da câmara local disse mesmo que “a aldeia desapareceu” e que várias pessoas se encontram igualmente presas nos escombros.

(EURONEWS)
(EURONEWS)

O sismo acompanhado de quase duas dezenas de réplicas foi sentido igualmente, com menos intensidade, de Roma a Nápoles.

Na região de Roma está a jornalista da Euronews, Gardenia Trezzini que explica que “o terramoto ocorreu na intercepção de quatro regiões no centro de Itália: Lazio, Umbria, Marche e Abruzzo, num triângulo entre Perugia, Ascoli Piceno e Rieti. Os maiores estragos ocorreram à volta de Rieti.A área afetada é o centro histórico da região, com pequenas aldeias, muito turísticas no verão. Estas vilas vêm a população dobrar durante os meses de julho e agosto. Não é uma região com grandes edifícios e as casas mais afetadas estão nos centros históricos, são casas feitas de pedra, construção que não é naturalmente anti-sismica. A grande dificuldade nesta altura para as equipas de emergência e resgate é chegar a esses centros históricos uma vez que as estradas estão cheias de destroços”. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA