Rio2016: Samba e chuva encerram jogos olímpicos

Um festival encerrou os Jogos Olímpicos (Foto: YASUYOSHI CHIBA)

Num ambiente de Carnaval sob aguaceiros, foram este domingo encerrados os jogos olímpicos da XXXI olimpíada.

O espectáculo durou cerca de 2h30 e teve de quase tudo: foi ao passado do país anfitrião, voltou para o presente da participação dos voluntários e das conquistas dos atletas em representação de 207 paises, sendo a 26 de Angola; depois foi a vez do Japão apresentar a proposta dos Jogos de 2020.

A bandeira de Angola foi transportada pela guarda-redes Cristina Branco, ao som da música animada que irrompia Maracanã a fora.

Com o início do desfile, começaram também as selfies e as caretas quando passavam por uma das câmaras que fez a transamissão em directo do evento.

A noite que insistia em ser molhada, homenageou quem contribuiu para a concretização bem sucedida dos Jogos Rio2016, como os voluntários.

Houve lugar também à premiação da maratona, ganha por um queniano.

A bandeira olimpica foi entregue ao japão como é da praxe nestas ocasiões.

Outro momento foi o apagar da chama olímpica. Foi produzida uma chuva que cai sobre a pira para apagar a chama. Mas foi simbólico.

Antes foram conhecidos os novos membros do COI.

Quando chegou a vez do samba, até os atletas dançaram. o maracanã transformou-se no Sambódromo.

O fogo de artifício representou o encerrar de uma página na vida do Brasil e da Lusofonia. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA