Rio-2016: dois detidos em operação antiterrorista

(Brasil)

A polícia deteve nesta quinta-feira duas pessoas e cumpriu outros oito mandados judiciais, na segunda etapa da operação contra eventuais ataques terroristas durante os Jogos Olímpicos do Rio.

“Foram executados dois mandados de prisão temporária, cinco de busca e apreensão, e três de condução coercitiva. Todos os envolvidos são brasileiros”, informa uma nota da Polícia Federal.

A chamada Operação Hashtag tem “o objetivo de garantir a segurança dos Jogos Olímpicos e o bem-estar dos cidadãos”, afirmou a polícia.

A Federal não informou a identidade dos detidos, o local das prisões ou se houve apreensão de material.

Segundo a imprensa brasileira, as prisões ocorreram em São Paulo e estão ligadas à apologia do grupo Estado Islâmico. Os dois seriam ligados aos suspeitos detidos pela polícia no mês passado.

A primeira parte da operação foi deflagrada no dia 21 de julho, quando a polícia deteve dez membros de um grupo que trocava mensagens pelo WhatsApp e Telegram para coordenar preparativos visando ações violentas durante os Jogos do Rio.

Dias depois, a polícia deteve mais dois suspeitos. Os doze presos, todos brasileiros, estão na penitenciária de segurança máxima de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Na ocasião, os ministros de Justiça e Defesa, Alexandre de Moraes e Raul Jungmann, qualificaram os detidos de célula “amadora e desorganizada”. A inteligência brasileira não detectou qualquer contato direto com o grupo Estado Islâmico. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA