Resultado líquido do BAI ascende a 15,3 mil milhões

A instituição financeira irá dar sequência à implementação do seu plano estratégico para o quinquénio 2016-2021. (Foto: Vigas da Purificação)

Relatório assegura que o aumento da margem financeira e dos resultados com as operações cambiais contribuíram significativamente no desempenho favorável das principais contas da instituição bancária.

O Banco Angolano de Investimentos (BAI) atingiu no ano de 2015 um resultado líquido na ordem de 15,3 mil milhões de kwanzas, contra 12,8 registados no exercício anterior, representando um crescimento de 20 por cento, reflectido pelo aumento da margem financeira e dos resultados com operações cambiais, segundo o relatório da instituição.

O activo do banco sofreu um ligeiro decréscimo, na ordem de 0,3 por cento, influenciado pela redução dos depósitos. O relatório assegura que o crédito à economia em moeda nacional registou um crescimento de 17 por cento.

Assim, a estrutura do balanço sofreu uma alteração substancial, tendo o peso das aplicações de liquidez sobre o activo reduzido de 20 em 2014 para 4 por cento em 2015, enquanto o peso das aplicações em títulos sobre o activo aumentou no mesmo período, de 21 para 38 por cento.

No que tange à rentabilidade dos capitais próprios, este rácio aumentou 1 por cento, atingindo 13 por cento para o exercício de 2015. O rácio de solvabilidade regulamentar registou igualmente um aumento de 2 por cento, atingindo 20 por cento no final do ano, acima do limite mínimo regulamentar.

No âmbito da gestão, o documento destaca a aprovação do Plano Estratégico para o período 2016-2021, a conclusão da implementação das alterações ao modelo de governação corporativa e o reforço do sistema de controlo interno, em particular no que diz respeito às funções de auditoria interna, gestão integrada do risco e compliance.

Na gestão do risco de crédito, o relatório realça avanços na implementação do modelo de cálculo de perdas por imparidade definido na IAS 39, que vai dotar o banco de um modelo de reconhecimento e mensuração dos activos alinhado com as melhores práticas internacionais.

Já no mercado financeiro nacional, o BAI traz como nota de realce, o início da negociação de títulos na BODIVA e a criação do espaço informativo “Mercados ao Minuto BAI”, divulgado na TPA e nas redes sociais.

Este ano, segundo o documento, afigura-se desafiador tendo em conta o contexto económico internacional e nacional e as alterações regulamentares. Deste modo, o BAI irá dar sequência a implementação do seu Plano Estratégico para o período 2016-2021, enfatizando-se a consolidação dos segmentos core do banco e uma abordagem mais estruturante no domínio das pequenas e médias empresas.

Plano de expansão

Em 2015, a instituição reforçou a sua rede comercial de empresas com abertura de 2 canais especializados ao atendimento de empresas, localizados em Luanda, totalizando 11 centros de atendimento de empresas que se encontram distribuídos estrategicamente pelo país.

Assim, o número de clientes neste segmento situou-se em 38 mil 593, um aumento de 7 mil 996 unidades.

Carteira de clientes

Os depósitos de clientes situaram-se em 938,4 mil milhões, em 2015, uma redução ligeira de 1 por cento face ao ano de 2014.

Os depósitos a ordem situaram-se em 551,9 mil milhões, o que representa uma redução de 13 por cento (85 mil milhões de kwanzas) quando comparado com o ano de 2014.

Por seu turno, os depósitos a prazo aumentaram 23 por cento ( 72,5 mil milhões de kwanzas), situando-se em 386,5 mil milhões de kwanzas.

Quanto aos depósitos em moeda nacional, esta conta reduziu de 2 por cento face ao ano de 2014, situando-se em 514,2 mil milhões de kwanzas em 2015.

Portifólio de Crédito

O crédito bruto diminuiu 1 por cento em 2015 (menos 3 por cento em termos líquidos), influenciado principalmente pela redução do crédito ao Estado, que se situou em 110,3 mil milhões de kwanzas, originado pela conversão do financiamento ponte, concedido em Julho de 2014, em obrigações do tesouro não reajustáveis. (jornaldeeconomia)

Por: PEDRO PETERSON

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA