Polícia de São Paulo liberta sogra do chefe da F1, Bernie Ecclestone

Bernie Ecclestone e a esposa, a brasileira Fabiana Flosi (AFP)

A Polícia de São Paulo libertou, neste domingo (31), a sogra do britânico Bernie Ecclestone, presidente da empresa que administra a Fórmula 1, sequestrada em 22 de Julho passado – informaram as autoridades.

“A Divisão Anti-sequestros (DAS) da Polícia Civil libertou na noite deste domingo a sogra de Bernie Ecclestone. Ela saiu ilesa. Dois homens foram presos em um cativeiro na cidade de Cotia”, zona metropolitana de São Paulo, relatou a Secretaria estadual de Segurança Pública em breve comunicado.

“Só peço para os bandidos que não sequestrem ninguém em São Paulo porque eles vão presos”, afirmou Aparecida Schunck Flosi Palmeira, de 67 anos, muito abalada.

Pouco depois ela abraçou parentes que a aguardavam na delegacia.

De acordo com o jornal “O Estado de S. Paulo”, o resgate de R$ 120 milhões de reais pedido por pelos sequestradores não foi pago.

Aparecida foi sequestrada em 22 de Julho, em sua casa no bairro de classe média alta de Jardim Santa Helena, em Interlagos, zona sul de São Paulo. Vizinhos disseram à AFP na semana passada que um grupo de homens se fez passar por entregadores.

Aparecida é mãe da brasileira Fabiana Flosi, uma advogada de 38 anos que conheceu o multimilionário Ecclestone, de 85, quando trabalhava na organização do Grande Prêmio de Fórmula 1, que aconteceu no autódromo de Interlagos em 2009.

Antes de se mudar para Jardim Santa Helena quando sua filha se casou com Ecclestone, Aparecida Schunck vivia no humilde bairro de Santa Francisca Cabrini, também na zona sul de São Paulo. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA