Partidos prontos para fiscalizar actualização do registo eleitoral

José Pedro Kachiungo - representante da UNITA (Foto: Francisco Miudo)

Os partidos políticos MPLA, UNITA, FNLA, PDP-ANA, APN, Bloco Democrático e a Coligação CASA-CE vão exercer fiscalização efectiva ao processo de actualização do registo eleitoral, que se inicia a 25 deste mês, no quadro da preparação das eleições gerais de 2017.

A garantia foi dada nesta quinta-feira, em Luanda, por representantes dessas forças partidárias, à margem de uma reunião promovida pelo Ministério da Administração do Território (MAT), no âmbito do ciclo de encontros programados com vários segmentos da sociedade.

Esses encontros visam dar informações acerca do processo que levará o país às quartas eleições da sua história.

Segundo a directora do departamento dos Assuntos Políticos e Eleitorais do Comité Central do MPLA, Victória Manuel da Silva Izata, o partido no poder já tem os fiscais formados a nível de todas as províncias e está pronto para fiscalizar o processo.

Já o representante da UNITA, José Pedro Kachiungo, disse que aquele partido está preparado para fiscalizar o registo eleitoral, na medida em que é um momento para os angolanos exercerem o poder soberano.

“A UNITA vê-se como parceira do Executivo e de todas as forças políticas patrióticas naquilo que é a defesa dos interesses nacionais e assume-se como oposição responsável, no sentido de defender os interesses dos angolanos”, expressou.

Por sua vez, o secretário-geral do Bloco Democrático, João Baruba, frisou que o encontro foi oportuno, tendo defendido a necessidade de o processo ser interactivo entre os cidadãos, os partidos políticos e a Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

Já o representante da CASA-CE, Américo Chivukuvuku, considerou positiva a iniciativa do MAT. Disse esperar que sejam periódicas entre o governo e os partidos, para se avaliar o andamento do processo.

Augurou que o espírito patriótico e o sentido elevado de responsabilidade sejam o denominador comum de todos os actores envolvidos no processo.

Considerou a fiscalização do processo uma missão dos partidos e referiu que a CASA-CE está pronta para participar e acompanhar todo o processo.

Na mesma senda, o representante da FNLA, Pedro Dala, disse que o encontro foi frutífero, na medida em que permitiu compreender os passos dados pelo MAT.

“Vamos trabalhar todos juntos, no sentido de unirmos as forças e dirimirmos as dificuldades”, comentou.

O representante do PDP-ANA, Simão Makazo, enalteceu a iniciativa do MAT e assegurou que o seu partido está em condições de fiscalizar o processo, desde o registo eleitoral até ao acto de votação.

Por seu turno, o secretário para os assuntos internos da Aliança Patriótica Nacional (APN), Maurício Domingos António, disse que o seu partido também já está a formar os seus fiscais, embora em número reduzido.

A reunião, assistida pelo ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, serviu para o secretário de Estado para os Assuntos Institucionais, Adão de Almeida, prestar informações sobre o processo e interagir com os partidos políticos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA