Novo ataque faz seis mortos em Moçambique

Novo ataque faz seis mortos em Moçambique (AFP PHOTO / JINTY JACKSON)

Seis pessoas perderam a vida durante um ataque a uma viatura em Nangué, na região de Inhambane, centro do país. Segundo a polícia o ataque, que ocorreu sexta-feira, terá sido perpetrado pelo braço armado da Renamo, que até ao momento não reivindicou o atentado.

Em declarações à imprensa o porta-voz da polícia, Daniel Macuacua disse que na “sexta-feira homens armados da Renamo fizeram parar uma viatura, em Nangué na região de Inhambane, centro do país, e dispararam até que o carro se incendeia. As seis pessoas morreram carbonizadas”.

O porta-voz da polícia afirmou que neste momento estão à procura de sobreviventes que teriam conseguido escapar, precisando que todas as vítimas eram civis.

Segundo as autoridades, a antiga rebelião da guerra civil moçambicana (1976-1992) que voltou a pegar nas armas em 2013 para contestar o poder “excessivo” da Frelimo, partido no poder desde a independência em 1975, intensificou os ataques no centro e norte do país, desde o início do ano.

A Renamo, principal partido de oposição, acusa as tropas governamentais de bombardearam a serra da Gorangoza, onde se supõe estar o líder do partido, Afonso Dhlakama. Na semana passada a Renamo enviou uma carta ao chefe de Estado moçambicano, onde exigia a retirada das tropas da Gorongosa, como condição sinequanone para o cessar-fogo. Filipe Nyusi respondeu dizendo que as tropas não vão desmobilizar, contudo mostrou-se disponível para se encontrar com Afonso Dhlakama.

A RFI tentou contactar a Renamo para obter uma reacção sobre a autoria do atentado, mas até ao momento não conseguiu falar com ninguém. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA