MPLA consolida Estado democrático de direito – José Eduardo dos Santos

Sala onde decorre o VII Congresso Ordinário do MPLA (Foto: Francisco Miudo

O presidente José Eduardo dos Santos afirmou hoje que, após a sua fundação, em 1956, o MPLA, refundado mais tarde em partido, pôs fim às agressões externas, garantiu a paz e a unidade nacional e tem vindo a consolidar o Estado democrático de direito.

“Tudo isto foi obtido graças à bravura de milhares de mulheres e de homens”, reconheceu o presidente do MPLA, ao discursar no VII Congresso Ordinário do partido, que tem lugar de hoje até sábado, no Centro de Conferências de Belas, em Luanda.

Recordou ainda que em Dezembro o partido completa 60 anos, e, por este facto, “fez um longo percurso no maquis e nas cidades, que levou
homens, mulheres jovens e mesmo famílias inteiras juntos em várias frentes a lutarem para o povo e com o povo pela liberdade e independência”

“O MPLA nunca abandonou o povo nunca combateu contra o povo”, ressaltou o líder, bastante ovacionado pelos militantes presentes.

O encontro, com encerramento previsto para sábado, vai analisar e aprovar a Moção de Estratégia do Líder, o relatório do Comité Central cessante, referente ao período de 2009 a 2016, procederá a ajustamentos aos estatutos do partido e elegerá o Presidente do MPLA e o Comité Central. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA