Lunda Norte: ENDIAMA-EP prepara regulamentação para exploração diamantífera

ENDIAMA (DR)

O admnistrador para área de geologia da Empresa Nacional dos Diamantes de Angola (Endiama-EP), Luís Kitamba, disse, há dias, no município do Cuango, encontrar-se em preparação um regulamento da exploração diamantífera semi-industrial e artesanal, para a legalização das empresas já em actividades no país.

Luís Kitamba deu a conhecer encontrarem-se nestas condições mais de cinquenta empresas e o exposto no Código Mineiro responde a solicitação do governo da Lunda Norte, que pretende pôr fim aos conflitos entre as forças de segurança e os exploradores das concessões diamantíferas.

Sustentou que o facto permite ainda a inserção de jovens nas empresas controladas além do processo de atribuição de senhas para exploração artesanal mostrar-se inadequado à fiscalização para a captação de receitas, combate ao garimpo e tráfico ilícito dos diamantes, uma vez os beneficiários serem nómadas.

O geólogo que respondia sobre aplicabilidade do “ Código Mineiro” , inserido nas palestras multi-disciplinares da iniciativa local, disse controlar treze Cooperativas Diamantíferas Semi-Industriais, das quais quatro na Lunda Norte, que já comercializam diamantes e mais de cinquenta processos aprovados.

Para tal, convidou os detentores de dragas, entre outros empreendedores mineiros nas províncias da Lunda Norte, Malanje, Bié, Lunda Sul, Moxico, Uige e Cuando-Cubango, a licenciarem-se, para a estratégia económica do país. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA