Japão cresce menos de metade do previsto

(Negocios)

O Japão revelou os dados da economia do segundo trimestre do ano. E os números não são animadores, com o crescimento económico a ser menos de metade do previsto.

O produto interno bruto (PIB) do Japão cresceu 0,2% no segundo trimestre do ano, revelou esta segunda-feira, 15 de Agosto, o país, citado pela Bloomberg. Este crescimento ficou aquém das estimativas, com os economistas consultados pela agência de informação americana a apontarem para um crescimento médio de 0,7%.

A segunda maior economia da Ásia continua a demonstrar dificuldades em crescer, mesmo com os estímulos que têm sido introduzidos na economia.

O banco central do país implementou taxas de juro negativas e um programa de compra de activos sem precedentes, realça a Bloomberg. E isto numa altura em que o Governo também anunciou um plano de estímulos económicos, ainda que este último ainda não tenha produzido efeitos na economia.

O Governo liderado por Shinzo Abe aprovou, no dia 2 de Agosto, um pacote de estímulos económicos no montante de 13,5 biliões de ienes (118 mil milhões de euros) que inclui medidas fiscais e investimento público. O programa aprovado inclui gastos no valor de 7,5 biliões de ienes por parte do Governo e das regiões, além de destinas seis biliões de ienes para o programa de investimento e financiamento orçamental.

O programa aprovado faz parte de um esforço orçamental do Executivo para tentar estimular a economia e está a ser coordenado entre o Governo e o Banco do Japão. Com estas medidas, o Executivo estima que o produto interno bruto (PIB) seja impulsionado em cerca de 1,3% no médio prazo. (Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA