Indústria Turística e Hoteleira apresenta bons indicadores

(Foto: D.R.)

A província do Moxico registou um crescimento considerável no sector turístico nos últimos dez anos, contando com 126 unidades hoteleiras e similares. O crescimento se reflecte em 577 camas e 422 quartos, informou, recentemente, o director provincial do Comércio, Hotelaria e Turismo, Francisco Brás Caiombo.

Em declarações à Angop, a propósito do estado do sector, adiantou que esses números representam bem o desenvolvimento que se verifica nas infra-estruturas hoteleiras e similares. Francisco Brás Caiombo acrescentou que a construção das infra-estruturas hoteleiras e similares constitui uma importante fonte de emprego para os jovens da região.

Para o responsável, apesar do potencial turístico invejável que a província possui, ainda necessita de investimentos. Informou que o sector está a trabalhar no sentido de massificar e promover algumas áreas turísticas, de forma a arrecadar mais receitas para o Orçamento Geral do Estado (OGE), no âmbito da diversificação das fontes de rendimento. Visita de turistas aumenta.

Por outro lado, Francisco Brás Caiombo informou que um total de 1.748 turistas nacionais e estrangeiros visitaram a província do Moxico. O responsável disse tratar-se de bom sinal, porque a província vai atraindo turistas, sobretudo os nacionais, com o interesse de explorar áreas de investimentos no sector hoteleiro e turístico e manter um intercâmbio com os empresários locais.

Referiu que dos turistas estrangeiros que visitaram a província, destacam-se portugueses, brasileiros, malianos, sul-africanos, cubanos, vietnamitas, libaneses e chineses, na sua maioria utiliza o Caminho-de- Ferro de Benguela (CFB) para chegar à província. Potencialidades turísticas Moxico é a maior província de Angola, com uma extensão de 223.023 quilómetros quadrados (km2), sendo que a sua população é de aproximadamente 750.000 habitantes.

As potencialidades turísticas da província são várias destacando-se o parque nacional de Cameia com uma área de 14.450 km², alberga espécies animais de grande interesse e existem, também, as Quedas do rio Luizavo.

A província conta ainda com as quedas do rio Lucula. A reabilitação e modernização do Caminho de Ferro de Benguela (CFB), as estradas secundárias e terciárias, bem como com a entrada em funcionamento do novo aeroporto do Luena, são os vectores para o sucesso da actividade turística a nível da província.

A província do Moxico conta com os municípios do Luena, Alto Zambeze, Bundas, Camanongue, Léua, Luacano, Luau, Luchazes e Lumeje. (jornaldeeconomia)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA