Huíla: Humpata ganha três laboratórios financiados por Israel

Huíla: ESTAÇÃO ZOOTÉCNICA DA HUMPATA (Foto: JOSÉ FILIPE)

Três laboratórios de investigação de análises do solo, de fitopatologia e pós-colheita foram montados este ano na estação experimental da Humpata, província da Huíla, no âmbito da linha de crédito de financiamento da república do Israel.

A informação foi revelada hoje à Angop, nesta circunscrição, pelo director da estação experimental da Humpata, Simão José, no quadro da visita do embaixador israelita, Raphael Singer, àquelas infra-estruturas.

Sem revelar o valor empregue nos referidos laboratórios, considerou como sendo uma mais-valia para o melhoramento e desenvolvimento da actividade agrícola na região e, consequentemente, ajudar na diversificação da economia.

Assinalou que o de análises de solo foi montado para a verificar as culturas postas na terra, enquanto o de fitopatologia serve para a descoberta de doenças e o ultimo para o estudo e conservação de frutas pós-colheita e avaliar a durabilidade de uma fruta para as câmaras e com isso poder informar aos agricultores.

“Estes mesmos laboratórios e após a sua investigação, estarmos em condições de fazer um ensaio mais alargado e determinar a sua temperatura para posterior verificar o comportamento de cada fruta por formas a garantir melhorar um bom alimento aos cidadãos”, disse.

A estação experimental da Humpata instalada numa área de mil e 200 hectares, labora com 99 trabalhadores em diversas áreas.

O município da Humpata conta com duas estações zootécnicas, sendo uma experimental e outra de investigação e reprodução e animais e aves.

Com uma extensão territorial de mil e 239 quilómetros quadrados, o município da Humpata tem uma população estimada em 82 mil e 758 habitantes e é potencialmente agro-pastoril. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA