Huambo: Início do registo eleitoral marca nova página na democracia do país

Huambo: Kundi Paihama - Governador provincial (Foto: Edilson Domingos)

O processo de actualização do registo eleitoral, iniciado esta quinta-feira, abre um novo capítulo na consolidação da democracia angolana que deve contar com o contributo de todos os líderes políticos, afirmou o governador do Huambo, Kundi Paihama.

Falando na abertura do processo, o governante lançou, por isso, o repto aos líderes políticos no sentido de ajudarem o Governo na sensibilização e educação cívica dos cidadãos para efectuar a actualização do registo eleitoral.

Disse que este espírito vai contribuir para a preservação do bom ambiente e convivência salutar nas comunidades, sem antecipar já insinuações, “tais como fraudes que ao nosso caso nunca vimos ou assistimos”.

Kundi Paihama apelou também as autoridades tradicionais e religiosas no sentido de cooperarem com as administrações para que a população adira ao processo sem reservas.

“Daí a necessidade de cada um sentir-se parte deste processo, sensibilizando os jovens que irão registar-se pela primeira vez e os adultos que vão actualizar os seus dados, ou aqueles que por alguma circunstância tenham perdido o seu cartão de eleitor, pode obter a segunda via e participar nas eleições gerais de 2017”, destacou.

Kundi Paihama afirmou que o país tem história e que uma das grandes vitórias alcançada ao longo desse percurso, é a conquista da paz, um bem que considera único e de grande valor, cuja preservação e manutenção depende da responsabilidade de todos e de cada cidadão.

O governador ressaltou que a província conta com 60 brigadistas que farão a actualização e prova de vida dos cidadãos eleitores, augurando que estes desempenhem a sua missão com lealdade, pontualidade, paciência e muito dinamismo.

“Solicitamos aos órgãos de comunicação social boa colaboração, para que os programas de educação cívica cheguem aos cidadãos através dos diferentes meios de difusão massiva de forma pontual. Os órgãos de Justiça devem estar atentos a todos aqueles que tentarem defraudar o processo”, alertou. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA