Huambo: Administrador denuncia absentismo de professores

Posto de actualização do registo eleitoral (arq) (Foto: Pedro Parente)

Os professores na comuna da Galanga, município do Londuimbali, localizado a 134 quilómetros da cidade do Huambo, têm faltado constantemente às aulas, perigando o ensino das crianças.

A denúncia foi feita hoje, sexta-feira, à Angop, pelo administrador da comuna da Galanga, Benedito Samucambo, tendo informando que muitos dos professores justificam essa atitude alegando a longa distância da circunscrição com a cidade do Huambo, capital da província, onde muitos docentes residem.

Afirmou que a maioria dos professores não ministra as aulas nas segundas e sextas-feiras, principalmente, situação que, de certa medida, acaba por prejudicar o sistema de ensino e aprendizagem na localidade.

“É uma situação irregular que exige, sobretudo, a intervenção do Departamento de Inspecção da Direcção Provincial da Educação, Ciências e Tecnologias, de forma a se acabar com esse absentismo dos professores”, asseverou.

No presente ano lectivo, foram matriculados na comuna de Galanga, 7.634 alunos no ensino primário e 494 no I ciclo, cujas aulas são ministradas por 111 professores.

A localidade conta com 18 escolas. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA