Fundador do WikiLeaks será interrogado na embaixada do Equador

Julian Assange e o seu gato de estimação (VOA)

O Equador permitirá que procuradores suecos entrevistem o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, na sua embaixada em Londres, anunciou, hoje, um comunicado do Ministério das Relações Exteriores do Equador.

Autoridades suecas querem interrogar Assange, de 45 anos, por acusações de estupro, em 2010.

Assange nega as acusações. Refugiando-se, em 2012, na embaixada do Equador, ele evitou uma possível extradição para a Suécia.

A audiência, segundo o Equador, será marcada nas próximas semanas. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA