Fátima Viegas defende observância de actos baseados no amor ao próximo

Fátima Viegas - Directora Nacional do Gabinete de cidadânia do MPLA (Foto: Clemente dos Santos)

A directora do Gabinete de Cidadania e Sociedade Civil do MPLA, Fátima Viegas, disse neste domingo, em Luanda, ser necessária a observância de actos baseados no amor ao próximo e na solidariedade, visando a construção de uma democracia cada vez mais sólida e a constituição de famílias fraternas.

A Responsável falava durante o culto de agradecimento a Deus que visou o encerramento da Assembleia Geral da Igreja da Perfeição Evangélica e Fraternidade em Angola (IPEFA) que decorreu de 25 a 28 do mês em curso, com objectivo de capacitar e consagrar bispos, apóstolos, pastores, profetas e mestres, tendo sido consagrados durante o evento 38 pastores.

Destacou o papel da IPEFA na vida dos cristãos, para que se fortifique a boa convivência social, o amor ao próximo e a fraternidade, erradicando no seio dos angolanos, todas acções de violência, intolerância política, o ódio, a discórdia e a inveja, para que o clima de paz se conserve.

Para si, a igreja, como parceiro ideal do Estado deverá continuar a reforçar as suas campanhas de sensibilização nas comunidades, com vista a abraçarem a palavra divina, como único meio de salvação.

“Todos nós temos um papel de pacificação de tranquilidade de amor, acho que esta conferência deverá de certa forma cumprir com este papel criando e elevando os bons valores morais na sociedade”, frisou lembrando que a paz é um bem incomparável e insubstituível, por isso merece ser consolidada cada vez mais, através da realização de boas acções, como demonstrações de amor ao próximo.

Por seu turno, o líder da IPEFA, apóstolo Elias Pedro, disse que a sua congregação religiosa vai construir em breve, a sede provisória com capacidade para cinco mil fiéis, e dentro de dez anos será edificado um templo sede que acolherá 55 mil religiosos, na centralidade de Cacuaco.

“Os fiéis estão engajados na construção dessa casa de adoração, de louvor e entrega aos caminhos de Deus”, referiu.

Por sua vez, o presidente da Igreja Visão Cristã, pastor Josué Ramos, apelou à massa juvenil cristã e não só, em idade eleitoral, a aderir em massa a actualização e registo eleitoral.

Segundo ele, o cristão deve respeitar os princípios da legalidade que o país estabelece e exercer este direito de cidadania, de modos a que possam participar da escolha dos seus
governantes.

O pastor da IPEFA no Huambo, Maximino Pinto, manifestou o desejo da instituição religiosa expandir-se pelo planalto central, visando a intensificação da missão evangélica e contribuir na moralização dos cidadãos.

O religioso disse que nos próximos tempos vai arrancar com projectos sociais e construção de templos. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA