Estrangeiros exaltam MPLA na consolidação da democracia

Membro do Secretáriado do CC do Partido Comunista Cubano, José Ramon Cabrera (Foto: Francisco Miudo)

Delegações estrangeiras no VII Congresso Ordinário do MPLA elogiaram os esforços deste partido para o alcance da paz, consolidação da democracia, reconstrução nacional e a sua política de inclusão pós conflito armado em Angola.

A delegação do Partido do Trabalho da Coreia considera o povo de Angola forte, com uma capacidade que não pode ser subestimada para enfrentar as dificuldades, ao passo que o MLSTP, de São Tomé e Príncipe, afirmou que a maturidade do MPLA está demonstrada na unidade, força e determinação, postura consolidada na materialização dos anseios do seu povo.

Por sua vez, o Partido Social Democrata português enalteceu a coragem do povo angolano que tem enfrentado várias dificuldades.

“Quando um país vence a guerra não será certamente vencido por uma crise financeira” – sublinha-se numa comunicação do PSD.

Já a delegação da Frente Polisário, da República Arábe Saharaui Democrática, destacou a firmeza de José Eduardo dos Santos na manutenção da integridade do país, mesmo quando foram armados muitos complôs para o derrubar, assim como a soberania de Angola.

Ainda na tarde de hoje, a delegação do PAIGC, da Guiné Bissau, felicitou o MPLA pelas conquistas e reconheceu que o seu país precisa do apoio de Angola para vencer vários desafios que enfrenta.

Apresentaram também mensagens, as delegações do Partido Trabalhista do Brasil, Partido Democrático do Botswana, da Frente Democrática da Etiópia, União do Povo da Guiné Conacry e a Organização de Libertação da Palestina.

No período da manhã, apresentaram mensagens de apoio ao MPLA, as delegações da Acção da Mulher Trabalhista do Brasil, Partido Comunista de Cuba, Partido Congolês do Trabalho, Partido Comunista da China e a Internacional Socialista Democrática.

Os trabalhos do VII Congresso Ordinário do MPLA prosseguem sexta-feira. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA