Estradas degradadas da província vão merecer de obras de requalificação

(Foto: Angop)

Algumas estradas em estado de degradação na província do Huambo vão merecer obras de requalificação nos próximos tempos, informou hoje, quarta-feira, o secretário de Estado da Construção, António Flores.

O responsável, que falava no final no acto de consignação das obras de construção do troço Cachungo/Chinhama, garantiu que o plano de acção do Ministério da Construção para o presente ano vai continuar a contemplar a província do Huambo, visando a reabilitação, conservação e manutenção das vias rodoviárias.

Assegurou que, não obstante o momento  difícil que o país atravessa, o Ministério da Construção está a envidar esforços para a garantia da circulação de pessoas e bens, com vista a dinamizar o crescimento das comunidades, no âmbito do processo de diversificação da economia nacional.

“O objectivo é manter todas as estradas em condições, de modo a proporcionar uma circulação com bastante mobilidade e segurança dos cidadãos”, acrescentou.

Adiantou que na província do Huambo, apesar de existir muitas estradas degradadas, a prioridade será dada ao troço Cuima/Cussi, que dá acesso à província da Huila.

Nesta conformidade, informou que, com uma linha operacional de financiamento já  criada, decorrem os trabalhos de adjudicação, dentro das regras de contratação pública, depois de ter sido lançado recentemente um concurso público.

António Flores lamentou o facto de os usuários das vias não respeitarem as regras da estrada, por circularem em altas velocidades e praticarem outros actos de vandalismo, que na sua opinião, tem concorrido para a destruição das mesmas.

Por isso, espera que depois de concluída a empreitada da construção da estrada Cachiungo/Chinhama, todos os usuários e população das zonas circunscritas se engajem na sua conservação. (angop)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA