Destruídos paióis de explosivos encontrados nos arredores do aeroporto de Menongue

destruição de engenhos explosivos (Foto: Armando Morais)

Dois paióis de engenhos explosivos não detonados encontrados nos arredores do aeroporto Comandante Cuenha, em Menongue, província do Cuando Cubango, foram destruídas sexta-feira, na localidade do Dumbo, pela Brigada de Desminagem de Engenharia Militar das Forças Armadas Angolanas (FAA).

Em declarações à imprensa no final do acto de demolição, o chefe de repartição de engenharia e infra-estruturas da V Divisão de Infantaria da Região Militar Sul, Coronel Armando Freitas Cassamba, informou que a descoberta do referido paiol é resultado da participação da população, que tão logo deparou-se com objectos estranhos informou às autoridades militares.

O oficial informou que de Janeiro a Julho do corrente ano foram destruídas cinco toneladas de diversos meios explosivos ao redor da cidade de Menongue, num perímetro de cinco mil e 485 hectares.

Dentre os engenhos removidos e destruídos, destaca-se 53 projecteis de 50mm, 14 projecteis de castores, 49 de 82 mm, 62 de 60mm, sete de RPG7, dezanove armas F1, 37 projecteis de voge 25, 535 granadas de voge AG17 e três mil e 450 munições de diversos calibres.

O Coronel Armando Freitas Cassamba realçou que nas suas acções, a Brigada de Desminagem das FAA realizou trabalhos de desminagem nas áreas do Missombo, Cuenha, e neste momento está a desenvolver acções no Cuito Cuanavale, onde existem duas brigadas das FAA e uma do Instituto Nacional de Desminagem (INAD).

Apelou a população no sentido de manter-se atenta, uma vez que ainda existem objectos idênticos a brinquedos, mas que na verdade são engenhos explosivos.

A administradora municipal adjunta de Menongue para a esfera económica, Felistance Hossi Brunice Armando, disse, na ocasião, que a actividade representa um benefício bastante significativo para a população, uma vez que vai permitir a livre circulação de pessoas e bens e a prática da agricultura, bem como a implementação de equipamentos sociais.

A responsóvel adiantou que a administração, através da Direcção Municipal dos Assuntos Sociais, tem um programa de sensibilização contra os riscos de minas destinado à população. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA