Cuanza Norte: Mulheres camponesas filiadas na OMA solicitam crédito para desenvolver agricultura

Cuanza Norte: Responsável da associação de camponesas da OMA, Branca dos Santos (Foto: Eliseu Veloso)

As mulheres camponesas filiadas na OMA, organizadas em associações e cooperativas agrícolas, solicitaram hoje, em Ndalatando, província do Cuanza Norte, ao governo local a concessão de créditos agrícolas para aumentar a produção.

O pedido foi feito pela representante da Associação de Camponesas da OMA no Cuanza Norte, Branca João dos Santos, em mensagem lida no acto de massas que visou saudar o VII Congresso Ordinário do MPLA a realizar-se de 17 a 20 deste mês, em Luanda, e à candidatura de José Eduardo dos Santos a eleição ao cargo de presidente do partido.

Branca dos Santos afirmou que o crédito agrícola de campanha, implementado desde 2008 pelo Executivo angolano, assim como a concessão de micro-créditos agrícolas, estimula as camponesas a aumentar a produção, facilitando a aquisição de equipamentos para desbravar a terra e sementes agrícolas.

Para a responsável associativista feminina, o apoio do Executivo facilitaria igualmente na materialização da aposta das suas filiadas no cultivo da terra, para contribuírem também na diversificação da economia nacional.

“As associadas lutam para uma garantia em que o trabalho feito se torne num direito e dever do cidadão e perca o carácter de ser um meio de vida para se tornar num motivo de honra, por isso, pedimos que se promova o acesso ao micro-crédito e ao crédito agrícola de campanha como forma de aumentar a actividade nos campos de cultivos e estimular o trabalho da agricultura”, sublinhou.

Branca dos Santos solicitou ainda, em nome das associadas, o melhoramento da cadeia de escoamento dos produtos do campo para os centros de consumo.

O acto de massas, que decorreu sob o lema “Mulher angolana firme pela igualdade e bem-estar social”, foi assistido pelo primeiro secretário provincial do partido, no Cuanza Norte, José Maria Ferraz dos Santos, deputados à Assembleia Nacional pelo ciclo provincial do MPLA, membros do governo da província e militantes da OMA, idos dos 10 municípios da província.

Momento cultural, com música e dança, assim como palavras de ordem do partido marcaram o acto que teve lugar no Centro Cultural Alda Lara, em Ndalatando. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA