Costa quer saber “de viva voz” mais sobre os incêndios

António Costa. (Lusa)

Primeiro-ministro vai esta terça-feira ao comando da Proteção Civil, em Lisboa, inteirar-se da situação dos fogos, numa deslocação que não estava prevista na agenda do chefe do Governo.

O primeiro-ministro desloca-se esta terça-feira ao Comando Nacional da Proteção Civil, em Lisboa, para se inteirar da situação dos incêndios que estão a assolar o país, informou o gabinete de António Costa.

Fonte do gabinete do primeiro-ministro disse à agência Lusa que esta deslocação não estava prevista na agenda de António Costa, mas tendo em conta a situação registada nos últimos dias, o chefe do Governo quer ouvir “de viva voz”, por parte dos operacionais, qual o ponto de situação do combate aos fogos.

Com António Costa vai a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa.
Risco máximo de incêndio em 33 concelhos

Trinta e três concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Coimbra, Guarda, Castelo Branco, Coimbra, Viseu, Porto, Vila Real e Braga apresentam risco máximo de incêndio.

São eles: Monchique (Faro), Mação, Sardoal (Santarém), Oleiros, Vila de Rei, Sertã (Castelo Branco), Pampilhosa da Serra, Góis, Oliveira do Hospital (Coimbra), Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Miranda do Corvo (Coimbra), Guarda, Sabugal, Gouveia, Celorico da Beira, Trancoso, Fornos de Algodres e Aguiar da Beira (Guarda).

Ainda os concelhos de Moimenta da Beira, Vila Nova de Paiva, Castro Daire, São Pedro do Sul e Marco de Canaveses (Viseu), Arouca, Castelo de Paiva (Aveiro), Baião e Valongo (Porto), Vila Pouca de Aguiar, Ribeira de Pena (Vila Real), Cabeceiras de Basto e Póvoa do Lanhoso (Braga).

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou também em risco muito elevado e elevado de incêndio vários concelhos de todos os distritos de Portugal continental.

Para esta terça-feira, o IPMA prevê, no continente, céu geralmente limpo, aumentando temporariamente a nebulosidade durante a tarde nas regiões do interior, vento fraco, tornando-se moderado de noroeste a partir do final da manhã, e por vezes forte e com rajadas até 60 quilómetros por hora no litoral oeste.

Nas terras altas do Norte e Centro, prevê-se vento fraco a moderado de nordeste, soprando moderado a forte até ao início da manhã e a partir do meio da tarde.

Está também previsto pequena descida da temperatura mínima no litoral norte e centro, descida da temperatura máxima, mais significativa nas regiões Norte e Centro, e que será acentuada no litoral a norte do cabo Raso.

Na Madeira, prevê-se tempo quente com períodos de céu muito nublado, em especial por nuvens médias e altas, vento moderado a forte de nordeste com rajadas até 75 quilómetros por hora soprando forte a muito forte com rajadas até 95 quilómetros por hora nas zonas montanhosas e pequena subida da temperatura mínima.

Para os Açores, a previsão aponta para céu geralmente pouco nublado e vento nordeste bonançoso a moderado.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 23 e 35 graus, no Porto entre 20 e 30, em Braga entre 18 e 34, em Viana do Castelo entre 20 e 31, em Vila Real entre 20 e 33, em Viseu entre 20 e 35, em Bragança entre 17 e 31, na Guarda entre 18 e 30, em Coimbra entre 19 e 34, em Castelo Branco entre 24 e 37, em Portalegre entre 23 e 37, em Santarém entre 20 e 39, em Évora entre 19 e 40, em Beja entre 21 e 39, em Faro entre 22 e 33, no Funchal entre 28 e 35, em Ponta Delgada e Santa Cruz das Flores entre 21 e 27 e na Horta entre 22 e 27. (TVI24)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA