Coreia do Norte ameaça ‘reduzir a cinzas’ forças dos EUA

O líder norte-coreano, Kim Jong-Un, comemora o teste de um míssil balístico a partir de um submarino, em local não divulgado (AFP)

A Coreia do Norte ameaçou neste domingo “reduzir a cinzas” as forças americanas, em resposta às críticas do Conselho de Segurança da ONU a seus programas balísticos.

O Conselho de Segurança condenou com firmeza, na última sexta-feira, a Coreia do Norte, por seus testes de lançamento de mísseis, e decidiu “tomar medidas significativas”, dias depois do lançamento de um projéctil SLBM por um submarino norte-coreano.

A Coreia do Norte é proibida por resoluções da ONU de usar qualquer tecnologia de mísseis balísticos, mas o país realizou vários lançamentos após seu quarto teste nuclear, em Janeiro.

Um porta-voz da chancelaria norte-coreana classificou a declaração do Conselho de Segurança de “fruto de actos de banditismo dos Estados Unidos”.

“A Coreia do Norte tem os meios coerentes para reduzir a cinzas os agressores no território dos Estados Unidos e no palco de operações no Pacífico”, afirmou o porta-voz, em declaração transmitida pela agência oficial KCNA.

As forças navais norte-coreanas testaram com sucesso, na última quarta-feira, um míssil balístico desde um submarino, que violou o espaço aéreo japonês, aumentando a tensão na região, onde dezenas de milhares de soldados de Coreia do Sul e Estados Unidos realizam manobras militares. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA