Candidato da oposição é eleito presidente da Câmara de Joanesburgo

Membros e partidários da Aliança Democrática (DA), em Pretoria, no dia 10 de junho de 2016 (AFP)

O candidato da Aliança Democrática (DA), principal partido de oposição na África do Sul, Herman Mashaba, foi eleito presidente da Câmara de Joanesburgo, terceira grande metrópole sul-africana perdida pelo ANC, depois da capital, Pretoria, e de Porto Elisabete.

“Herman Mashaba obteve 144 votos contra 125 para Mpho Parks Tau”, seu único adversário, candidato do ANC – partido histórico de Nelson Mandela -, anunciou nesta segunda-feira Vasco da Gama, presidente do conselho municipal de Joanesburgo, a maior cidade e centro económico da África do Sul.

Nas eleições municipais de 3 de Agosto, a DA chegou em segundo lugar, com 104 assentos (do total 270) atrás do ANC, que obteve 121 cadeiras.

Mas como aconteceu na sexta-feira na capital sul-africana, Pretoria, a DA obteve o apoio do partido que chegou na terceira posição, os Combatentes pela Liberdade Económica (EFF), assim como o de vários pequenos partidos para conquistar, assim, a prefeitura.

A votação em Joanesburgo foi atrasada na segunda-feira devido à morte de uma vereadora do ANC que, após sofrer um mal-estar, desmaiou na sala da câmara municipal minutos antes da eleição do prefeito.

É a primeira vez desde a queda da ditadura racista do apartheid na África do Sul e da chegada da democracia há 22 anos que a ANC não controla a cidade de Joanesburgo.

Quatro das seis maiores metrópoles do país – Joanesburgo, Pretoria, Cidade do Cabo (sudoeste) e Porto Elisabete (sul) – agora são governadas por prefeitos da oposição. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA