Cadastramento de antigos combatentes poderá ser faseado

Cândido Van-Dunem, Ministro dos antigos Combatentes e Veteranos da Pátria (Foto: Lino Guimarães)

O cadastramento de cerca de 160 mil antigos combatentes e veteranos da pátria, registados, deverá ocorrer de forma faseada, devido a actual situação económica e financeira do país, informou nesta quarta-feira o titular deste departamento ministerial.

No final da I sessão extraordinária da Comissão para a Política Social do Conselho de Ministro, Cândido Van-dúnem, explica não haver actualmente disponibilidade para a instalação dos meios tecnológicos para o registo dos assistidos.

Salienta que a questão exige a seriedade merecida a valorosos combatentes.

O ministro Cândido Van-dúnem disse ter recebido o apoio do vice-presidente da República, Manuel Vicente, na qualidade de coordenador da Comissão para a política Social do Conselho de Ministros, para junto do Ministério das Finanças, se disponibilizarem os recursos para o cadastramento fiável dos assistidos.

Declarou que está em curso um processo de triagem para identificar os antigos combatentes dentro o programa de constituição de cooperativas para o seu enquadramento do mercado do trabalho.

Adianta que se pretende com este programa, um maior enquadramento dos assistidos no mercado de trabalho e a participação no desenvolvimento do país, na perspectiva da diversificação da economia. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA