Austrália: Turista francês esfaqueou pelo menos duas pessoas e terá gritado “Allahu Akbar”

A jovem assassinada numa fotografia publicada no seu Facebook. (FACEBOOK)

Um turista francês esfaqueou duas pessoas num hostel em Queensland, Austrália. Uma das vítimas, uma britânica de 21 anos, morreu e a outra está no hospital em estado crítico.

Um homem francês atacou um hostel em Queensland, na Austrália, tendo esfaqueado duas pessoas. Testemunhas afirmam que o homem gritou “Allahu Akbar” (“Alá é grande”) durante o ataque que resultou na morte de uma jovem britânica de 21 anos e no ferimento de duas pessoas, um britânico, com gravidade, e um australiano que não sofreu ferimentos graves. Não se sabe se esta vítima australiana foi atacada com uma faca.

A vítima mortal foi identificada como Mia Ayliffe-Chung, uma jovem que tinha ido para a Austrália à cerca de seis meses e que trabalhava num bar. Segundo fotografias partilhadas nas redes sociais, a jovem andava a viajar pelo país.

O Daily Mail afirma que o ferido britânico, de 31 anos, está no hospital com ferimentos graves, enquanto a vítima australiana recebeu tratamento hospitalar para feridas pouco graves, tendo já recebido alta.

O atacante, de 29 anos, terá também esfaqueado um cão que acabou por morrer.

O chefe da polícia de Queensland, Steve Golleschewski, afirmou numa conferência de imprensa que o atacante terá gritado duas vezes “Allahu Akbar” durante o ataque, mas que as autoridades não consideram que tenha sido um ataque organizado. (OBSERVADOR)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA