Alepo vive fim de semana sangrento

(EURONEWS)

Depois de rompido o cerco a Alepo por parte das forças rebeldes, a contra-ofensiva das tropas governamentais sírias, apoiadas pela Rússia, não se fez esperar: Vários ataques aéreos a norte da cidade, em locais como um mercado e um hospital na aldeia de Kafr Hamra, fizeram pelo menos 18 mortos.

Outro ataque mortífero, desta vez por parte de um bombista suicida, fez pelo menos 15 vítimas na fronteira de Atmeh, entre a Síria e a Turquia. O bombista fez-se explodir num autocarro que transportava combatentes rebeldes. Alegadamente o alvo seria o grupo Nour el-Deen al-Zinki. Alguns soldados turcos estarão entre os feridos.

Entretanto, em Manbij, também na zona de Alepo, a hora é de festejar, depois da libertação da aldeia, até agora nas mãos do grupo Estado Islâmico, por parte das Forças Democráticas Sírias. (EURONEWS)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA