Abertura dos mercados: Bolsas em alta. Juros e petróleo em queda

(Bloomberg)

O início da sessão desta quinta-feira está a ser positivo para a maior parte das bolsas europeias. Já o preço do petróleo segue em queda nos mercados internacionais. Juros da dívida portuguesa continuam em queda.

Os mercados em números

PSI-20 sobe 0,15% para 4.794,65 pontos

Stoxx 600 ganha 0,18% para 344,59 pontos

Nikkei não negociou por ser feriado

Juros da dívida portuguesa a dez anos caem 0,3 pontos base para 2,745%

Euro cede 0,10% para 1,1165 dólares.

Petróleo em Londres recua para menos 44 dólares

Bolsas europeias regressam aos ganhos

A generalidade das praças bolsistas europeias iniciaram a sessão desta quinta-feira, 11 de Agosto, a transaccionar em terreno positivo, com o índice de referência europeu (Stoxx 600) a somar 0,18% para 344,59 pontos, isto depois de ontem ter desvalorizado interrompendo uma série de cinco dias a ganhar valor.

Também o PSI-20 começou o dia em alta, apoiado pelos ganhos do grupo EDP, com tanto a EDP como a EDP Renováveis a subirem à volta de 0,5%. Também os CTT estão a impulsionar. Já a impedir um ainda melhor início de sessão está a Galp Energia que há duas sessões tocou em máximos de Setembro de 2014.

No Japão as bolsas não negociaram porque esta quinta-feira é feriado nacional no país. O “Dia da Montanha”, o mais recente feriado japonês, celebra o território do Japão e a sua conexão com a geografia e cultura do país.

Juros portugueses continuam a cair

Os juros da dívida portuguesa estão novamente em queda nos mercados secundários, uma tendência que vem sendo verificada ao longo dos últimos dias. A taxa de juro exigida pelos investidores para comprarem obrigações lusas com maturidade a 10 anos recua 0,3 pontos base para 2,745%, ligeiramente acima dos 2,735% ontem registados e que levaram os juros da dívida pública portuguesa para mínimos de Janeiro deste ano.

Esta tendência é também visível nos países periféricos, com a dívida italiana no prazo a 10 anos a cair 0,6 pontos base para 1,070% e a espanhola a descer 0,8 pontos para 0,939%.

Euro em queda face ao dólar

Após três dias a ganhar valor face ao dólar norte-americano, o euro está esta manhã a perder 0,10% para 1,1165 dólares.

Brent cai para menos de 44 dólares

O preço do petróleo segue em queda nos mercados internacionais depois de as reservas petrolíferas dos Estados Unidos terem caído de forma inesperada. Os stocks norte-americanos estão mesmo no nível mais elevado em mais de 30 anos, levando em conta esta época do ano.

Em Londres, o Brent do Mar do Norte, utilizado como valor de referência para as importações nacionais, cai pela terceira sessão consecutiva, estando a ceder 0,23% para 43,95 dólares, voltando assim a baixar da barreira dos 44 dólares por barril.

Já o West Texas Intermediate (WTI), que é transaccionado em Nova Iorque, recua 0,26% para 41,60 dólares.

Ouro cai após duas sessões a subir

O preço do metal precioso está a cair 0,25% para 1.343,21 dólares, interrompendo assim um ciclo de dois dias seguidos a valorizar. A tendência hoje verificada contraria também o sentimento que já permitiu ao ouro valorizar mais de 25% desde o início do ano, justificada pela decisão da Reserva Federal norte-americana de não voltar a subir a taxa de juro directora do país.

A prata segue a tendência ao recuar 0,36% para 20,0795 dólares.

Destaques do dia

Imparidades ditam perdas de 765 milhões na CGD, BCP e NB. Entre os cinco grandes, só o Santander Totta e o BPI tiveram lucros. Primeiro ganhou com Banif, segundo com recuperação doméstica.

Rendas sobem 0,5% no próximo ano. Depois de dois anos de quase estagnação, as rendas de habitação vão ser actualizadas em torno de 0,5% em 2017. Valores definitivos só são conhecidos no próximo mês.

Aposta das famílias na dívida do Estado bate recordes. O instrumento de poupança do Estado mais recente ajudou a bater recordes na colocação de dívida junto do retalho.

OTRV seduzem mais 26 mil investidores. As Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável aparentam ser um investimento cada vez mais popular. Na segunda emissão deste tipo de instrumentos, o número de investidores aumentou de 38.630 para 65.179.

O que vai acontecer hoje

INE

Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços, em Junho.

EUA

Pedidos de subsídio de desemprego, na semana passada [anterior: 269 mil].

EUA

Índice de preços na importação, em Julho.

Alibaba

Resultados do primeiro semestre. (Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA