Abertura dos mercados: Bolsas e petróleo sem rumo definido em mais um dia de resultados

(Bloomberg)

As bolsas europeias estão a negociar sem uma tendência definida com os investidores a aguardarem a divulgação dos resultados das empresas e alguns indicadores, como os dados do emprego nos EUA.

Os mercados em números

PSI-20 inalterado em 4.661,57 pontos

Stoxx 600 ganha 0,09% para 335,78 pontos

Nikkei desvalorizou 1,88% para 16.083,11 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos descem 0,2 pontos para 2,927%

Euro recua 0,16% para 1,1206 dólares

Petróleo em Londres cai 0,10% para 41,76 dólares o barril

Bolsas europeias sem tendência definida

As bolsas europeias estão a negociar sem uma tendência definida, numa altura em que os investidores continuam a analisar os resultados trimestrais das empresas. O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, sobe 0,09% para 335,78 pontos, depois de duas sessões consecutivas de perdas.

Na bolsa nacional, o PSI-20 segue inalterado nos 4.661,57 pontos, com o efeito positivo da subida do BCP e Corticeira Amorim a ser anulado pela descida da Nos e da Sonae.

Juros da dívida portuguesa praticamente inalterados

Os juros da dívida pública portuguesa registam valorizações muito ligeiras esta quarta-feira, acompanhando a tendência que se estende à generalidade dos países do euro. A “yield” associada às obrigações a dez anos descem 0,2 pontos percentuais para 2,927%, enquanto em Espanha, no mesmo prazo, os juros sobem 0,3 pontos para 1,079%.

Iene em queda ligeira após aprovação de estímulos

O iene está a negociar em queda ligeira face ao dólar, depois de ter valorizado 1,5% na sessão de ontem, dia em que o Governo liderado por Shinzo Abe aprovou um pacote de estímulos económicos no montante de 13,5 biliões de ienes (118 mil milhões de euros) que inclui medidas fiscais e investimento público.

A moeda japonesa desce 0,15% para 101,07 por dólar.

Petróleo pouco alterado com perspectiva de descida das reservas

O petróleo está pouco alterado nos mercados internacionais, depois de ter atingido ontem o valor mais baixo desde 18 de Abril. O West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, sobe 0,03% para 39,52 dólares, enquanto o Brent, transaccionado em Londres, cai 0,10% para 41,76 dólares.

Esta quarta-feira serão conhecidos os dados sobre as reservas de crude nos Estados Unidos que, segundo estimativas dos analistas recolhidas pela Bloomberg, deverão ter diminuído em 1,75 milhões de barris na semana passada.

Ouro próximo de máximos de três semanas

O metal precioso está a negociar em alta ligeira, próximo do valor mais alto das últimas três semanas.

O ouro ganha 0,07% para 1.364,48 dólares por onça, numa altura em que os investidores aguardam pela divulgação dos dados oficiais sobre o emprego nos Estados Unidos, para tomarem o pulso à recuperação da economia norte-americana e tentarem antecipar o próximo movimento da Fed.

Já a prata valoriza 0,32% para 20,6875 dólares.

Destaques do dia

BCP deixaria chineses a “mandar” na bolsa. A Fosun pretende comprar mais de 16% do BCP e pode chegar aos 30%. Um movimento que deixaria a empresa a mandar no banco e levaria os chineses a superarem os norte-americanos como principais investidores estrangeiros na bolsa.

Quase 40% do PSI-20 na mão de portugueses. Os anos que se seguiram à crise financeira de 2006 trouxeram alterações profundas às estruturas accionistas das empresas nacionais.

Os cinco maiores investidores estrangeiros na bolsa portuguesa. As posições no sector da energia garantem os primeiros lugares no “ranking” dos investidores estrangeiros na bolsa. Saiba quem são os accionistas que têm as participações de maior valor.

Estado aumenta emissão de obrigações de retalho para 1.200 milhões. O governo reviu em alta a meta para a emissão de Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável (OTRV). Mais do que duplicou o objectivo a colocar, passando de 500 milhões para 1.200 milhões de euros.

Banca italiana e alemã em “stress” após testes. A maioria dos bancos europeus até conseguiu passar nos testes de stress do BCE. Mas após os resultados o valor de mercado dos maiores bancos do Velho Continente caiu 42,8 mil milhões de euros.

S&P sobe ratings de quatro bancos gregos. A agência de notação financeira elevou a classificação do Piraeus, National Bank of Greece, Alpha Bank e Eurobank Ergasias, de “incumprimento selectivo” para o sétimo nível da categoria especulativa (o chamado lixo).

O que vai acontecer hoje

Estados Unidos. Relatório nacional de emprego divulgado pela ADP criação de emprego, referentes a Julho; Índice PMI para o sector dos serviços, em Julho.

Reino Unido. Índice PMI para o sector dos serviços, em Julho.

Zona Euro. PMI do sector dos serviços, em Julho; Vendas a retalho, em Junho.

Resultados. Deutsche Post, Unicredit, Continental, Credit Agricole, Société Générale e HSBC apresentam os resultados do segundo trimestre.

Resultados nacionais. Corticeira Amorim apresenta os resultados do segundo trimestre. (Negocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA