[2-1] ‘Leão’ dominou ‘dragão’, venceu clássico e sobe ao trono da Liga

(DR)

O primeiro clássico da época foi disputado este domingo, no Estádio de Alvalade, com o Sporting a ser mais forte e a carimbar a vitória por 2-1. Os golos foram marcados por Felipe (8’) para os visitantes e Slimani (14’), Gelson (26’) para o Sporting.

Jorge Jesus apresentou Marvin na lateral esquerda e adiantou Bruno César no centro do terreno e, do lado dos portistas, Nuno apenas fez o esperado: trocou o lesionado Maxi por Layún.

Os ‘leões’ até esboçaram o primeiro ataque da partida, mas foram os ‘azuis e brancos’ quem surpreenderam e acabaram por se mostrar mais fortes nos primeiros 15’. Depois de um primeiro remate (sem grande perigo) de André Silva, foi Felipe quem abriu o marcador à passagem do minuto 8. Layún converteu o livre, na direita, e o brasileiro abriu o marcador, conferindo expressão ao maior ascendente portista. Foi o primeiro tento sofrido pelos ‘leões’ na I Liga, versão 2016/17.

Os ‘dragões’ revelavam maior serenidade e aproveitavam as constantes perdas e bola dos da casa no meio-campo para saírem em ataque rápido, normalmente com passe direto para André Silva.

A partir daqui e depois de mais um par de tentativas, o Sporting conseguiu estabilizar o seu jogo e o FC Porto começou a ser mais lento a subir a segunda linha, de apoio a André Silva. O golo do Sporting surgiu aos 14’, por intermédio de Slimani e na sequência de uma bola enviada ao poste por Bruno César, na conversão de um livre.

Os pupilos de Nuno acabaram por sentir a igualdade e 12 minutos depois, quando o jogo estava algo confuso e muito disputado a meio campo, Gelson carimbou a reviravolta no marcador com um grande remate de primeira. Destaque para o trabalho de Bryan Ruiz que segurou a bola na área a atrasou para internacional sub-21 luso que atirou a contar e sem hipóteses.

Até ao intervalo, o Sporting acabou por dominar o FC Porto e teve várias oportunidades para aumentar a contagem. Pelo meio, André atirou uma bola ao poste dos ‘verde e brancos’.

No segundo tempo, Nuno acabou por colocar Óliver por troca com Corona, que saiu lesionado. O FC Porto tentou subir linhas e acabou por conseguir, mas o Sporting não se desequilibrava e acabava por controlar as investidas dos nortenhos ao controlar tanto Otávio como Óliver.

O encontro ficou mais quezilento e assim se foi arrastando até ao quarto de hora final, notando-se muito o maior desgaste físico dos ‘dragões’. Jesus colocou Bruno Paulista, que deu consistência e acabou por tapar os caminhos para a baliza sportinguista.

Já em desespero de causa, Nuno colocou Depoitre na frente para tentar o empate por intermédio do jogo direto. (Noticias ao Minuto)

por Paulo Jorge Rocha

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA