Zaire: SME recusa entrada de 88 cidadãos estrangeiros

Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) (TPA)

Por falta de documentos normativos foi recusada entrada em território nacional de oitenta e oito cidadãos estrangeiros nos últimos sete dias pelo Serviço de Migração e Estrangeiros (SME) na província do Zaire.

De acordo com o porta-voz do SME, superintendente de migração Domingos Sebastião, deste número, 77 são cidadãos da República Democrática do Congo (RDC), oito britânicos, um jamaicano e um cidadão da Guine Conacri, interpelados nos postos fronteiriços do Luvo (Mbanza Congo) e Kimbumba, no município do Soyo.

No quadro das acções de fiscalização e combate à imigração ilegal, a fonte disse terem sido interpelados e detidos 18 cidadãos, dos quais 16 da RDC, um brasileiro e igual número das filipinos.

No mesmo período, de acordo ainda com o oficial do SME, foram expulsos através dos postos fronteiriços do Luvo (Mbanza Congo), Kimbumba (Soyo) e Minga (Cuimba), 15 cidadãos do país vizinho.

Quanto ao movimento fronteiriço, Domingos Sebastião informou a entrada no território nacional de 782 cidadãos entre nacionais e estrangeiros, mais 408 em relação ao período homólogo.

No que se refere à saída, 772 cidadãos de diversas nacionalidades cruzaram as fronteiras terrestres desta parcela do território nacional com destino à RDC, mais 128 em comparação a semana anterior.

Entre os documentos exibidos, o porta-voz mencionou passaportes, passes de travessia e salvo-conduto. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA