Zaire: Professores recomendados a conhecer a Lei Geral do Trabalho

Zaire:Nzuzi Makiese-Administradora Municipal de Mbanza Congo (Foto: Pedro Moniz Vidal)

A administradora municipal de Mbanza Congo, província do Zaire, Nzuzi Makiese, recomendou hoje, sábado, nesta cidade, aos professores do primeiro nível e do II ciclo do ensino secundário a terem noções da Lei Geral do Trabalho (LGT) para o cumprimento cabal das suas obrigações.

A responsavel fez esse apelo no decorrer de uma reunião que manteve com os professores e directores das escolas do ensino primário e do I e II ciclos do ensino secundário para, entre outros assuntos, analisar o grau de cumprimento das tarefas que regem o funcionamento deste sector na região.

O encontro está também a abordar questões que se prendem com a pontualidade, assiduidade e saneamento básico nas escolas, relações humanas entre os professores e os alunos, cumprimento do horário do trabalho, entre outros temas.

Na ocasião, a administradora municipal manifestou-se preocupada com as constantes ausências de alguns professores nas salas de aulas, prejudicando assim o grau de aproveitamento dos alunos.

“Temos recebido muitas queixas a cerca de ausências injustificadas de professores nos seus postos de trabalho. Quem abraça uma determinada carreira ou profissão deve exerce-la com zelo e dedicação”, aconselhou.

Segundo disse, os justificativos apresentados por alguns professores faltosos ferem os princípios consagrados na Lei Geral do Trabalho (LGT), diploma que rege o funcionalismo público em todo o território nacional.

“É necessário que os professores, por serem também funcionários públicos, tenham noções da LGT para evitar alguns atropelos naquilo que exercem”, reiterou.

Por seu turno, o director da repartição municipal da Educação, Ciência e Tecnologia, João da Costa, disse que para este ano lectivo o sector da Educação em Mbanza Congo conta com mil e 143 trabalhadores, entre professores e técnicos administrativos, com uma rede escolar de 65 estabelecimentos de ensino.

Este ano estão matriculados 38 mil e 577 alunos, destes 29 mil e 666 no ensino primário e oito mil e 911 no I e II ciclos do ensino secundário.

O município de Mbanza Congo conta com uma população estimada em 180 mil e 329 habitantes distribuídos em seis comunas: Sede, Kalambata, Nkiende, Luvo, Madimba e Kaluka. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA