Zaire: Polícia denuncia venda de viaturas desmontadas na fronteira com RDC

(DR)

O porta-voz do Comando Provincial do Zaire da Polícia Nacional, inspector-chefe Luís Bernardo, denunciou hoje, terça-feira, em Mbanza Congo, que cidadãos nacionais estão a comercializar na fronteira com a República Democrática do Congo (RDC), viaturas desmontadas (peça a peça) e adquiridas supostamente na capital do país, Luanda.

De acordo com o porta-voz da corporação, que falava à imprensa no acto de apresentação de uma suposta rede de vendedores de acessórios de viaturas, desmantelada na fronteira do Minga, município do Cuimba, a introdução de novos métodos visa escapar-se ao controlo das autoridades policiais destacadas ao longo da linha fronteiriça.

“Eles agora preferem vender o carro peça a peça, visto que levar uma viatura até à fronteira rapidamente são interpelados e detidos pelas nossas forças”, explicou.

“Encontramos a bordo de um camião, acessórios de seis viaturas todas de marca mercedes que foram desmontados pelos autores a partir de Luanda e tinham como destino à República Democrática do Congo (RDC), onde seriam comercializadas”, informou.

Segundo ainda o oficial da corporação, a Polícia Nacional no Zaire tem recebido constantemente denúncias de viaturas furtadas em outras províncias do país e que são comercializadas na fronteira com a RDC.

Tendo em conta o aperto do cerco por parte dos efectivos da Polícia Nacional destacados na fronteira, disse, estes desmontam as viaturas e transitam em forma de acessórios para a RDC onde encontram os potenciais compradores.

“Apreendemos seis motores, doze eixos de transmissão completos, oito sacos de piscas, 24 fechos de molas, seis jogos de embraiagens, igual número de volantes, quatro jogos de diferencial de tracção e um depósito de combustível”, explicou a fonte.

Acrescentou que na prática desse crime foram detidos cinco cidadãos nacionais, cujo processo corre seus trâmites legais junto das entidades competentes. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA