UE prorroga sanções económicas contra a Rússia

A UE sancionou a Rússia em função da anexação da Crimeia em 2014 por Moscou, e por seu suposto apoio aos separatistas do leste da Ucrânia (afp_tickers)

A União Europeia (UE) aprovou formalmente nesta sexta-feira a prorrogação das sanções económicas contra a Rússia pela falta de progressos na aplicação dos acordos de Minsk, destinados a por fim ao conflito interno na Ucrânia.

“Em 1o. de Julho de 2016, o Conselho prorrogou as sanções económicas dirigidas a sectores específicos da economia russa até 31 de Janeiro de 2017”, indica um comunicado.

O Conselho europeu representa os 28 Estados membros do bloco europeu.

Na quarta-feira, o presidente russo Vladimir Putin, por sua vez, prolongou até 2017 a proibição de importar produtos alimentícios dos países ocidentais, uma medida de represália pela crise ucraniana.

O decreto presidencial ordena prolongar até 31 de Dezembro de 2017, “para defender os interesses nacionais russos”, a proibição da importação da maioria de produtos alimentícios procedentes de países ocidentais, especialmente da União Europeia.

A UE sancionou a Rússia em função da anexação da Crimeia em 2014 por Moscovo, e por seu suposto apoio aos separatistas do leste da Ucrânia. (AFP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA