Testes da vacina contra HIV iniciam-se este ano na África do Sul

(© flickr.com/ NIAID)

Os testes de uma nova vacina contra o HIV vão começar este ano na África do Sul, depois de ensaios preliminares em 2015 terem mostrado resultados promissores.

A vacina experimental veio depois de um medicamento similar, chamado RV144, ter sido testado na Tailândia em 2009. Este foi o primeiro grande sucesso, depois de anos de tentativas para criar uma vacina. Um ano após os testes de 2009, a eficácia da RV144 foi avaliada a 60 por cento. No entanto, após 3,5 anos de vacinação, a eficácia reduziu para cerca de 31 por cento, levando os pesquisadores a um novo objectivo: elevar a eficácia de uma vacina para um mínimo de 60 por cento no longo prazo.

A vacina anterior foi modificada para aumentar a resposta imunitária do organismo. Os pesquisadores também modificaram a vacina para lidar com uma estirpe do HIV endémica ao continente africano.

Cerca de 250 pessoas participaram no teste preliminar de HVTN100 em 2015. Neste ano, a vacina será testada em 5.400 pessoas, em quatro cidades na África do Sul, e continuará por três anos.

“Esperamos que este possa ser o primeiro regime de vacinação oficial no mundo”, declarou Gail Bekker, vice-director do Centro de HIV, e presidente eleito da Sociedade Internacional de HIV. “Vamos ter enfim uma vacina para combater [a epidemia de HIV]”.

Os pesquisadores advertem, no entanto, que uma vacina por si só não será suficiente para fornecer protecção contra a doença, sendo necessário manter as medidas existentes, incluindo prevenção, tratamento e intervenção social. (SPUTNIK)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA