Serviços de Migração e Fronteira em Cabinda expulsa mais de 300 estrangeiros ilegais

Cabinda: SME detém Imigrantes ilegais (Foto: Pedro João)

Trezentos e sessenta e nove cidadãos estrangeiros, que na província de Cabinda se encontravam em situação migratória irregular, foram expulsos para os seus países de origem através das fronteiras comuns com a República Democrática do Congo, nomeadamente a fronteira de Yema, a sul de cidade de Cabinda, e Chiobo e Chimbuandi, a sudeste.

A informação vem expressa no documento semanal do Comando Provincial da Policia Nacional que a Angop teve hoje, domingo, acesso, no qual indica que todas essas expulsões são resultado das micro operações da fiscalização do SME em Cabinda, que visam o combate a imigração ilegal, auxilio e estadias irregulares.

Lê-se ainda que, durante a semana finda, saíram voluntariamente da cidade de Cabinda para seu país 86 cidadãos da vizinha RDC, com seus respectivos bens, fruto da disseminação da cartilha que desencoraja os estrangeiros em situação migratória irregular a abandonarem o país com intuito de se legalizarem nos seus países.

Por outro lado, os serviços de protecção civil e bombeiros, durante o período em causa, registou um caso de incêndio no bairro Lombo-Lombo, arredores da cidade de Cabinda, onde uma viatura pegou fogo, devido a um curto circuito.

No domínio dos acidentes de viação, o documento indica que foram registados oito casos que resultaram em dois mortos e sete feridos dos quais seis graves e um ligeiro, com danos materiais avaliados em mais de 800 mil kwanzas.

O excesso de velocidade e a imprudência dos automobilistas foram as principais causas dos referidos acidentes, que envolveram dois casos por choque entre veículos automóveis, dois por atropelamento e um por choque em obstáculo fixo. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA