Secretaria -Geral da OMA aconselha jovens

Luzia Inglês - Secretaria-Geral da OMA (ARQUIVO) (Foto: Lino Guimarães)

A Secretária Geral da Organização da Mulher Angolana (OMA), Luzia Inglês “Inga”, aconselhou os jovens a acreditarem sempre no bem, na justiça, no amor, na tolerância e na gentileza.

Este conselho foi feito quinta-feira durante uma homenagem efectuada a si, pela Organização Mira-Sambila, pelos 55 anos de militância, no Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), desde a sua filiação em 1961.

Disse ser importante nunca subestimar o poder das palavras, sendo preferível reflectir sempre no momento de fazer uma crítica. “Se ela não for construtiva é preciso reflectir, se ela é necessária”.

A militante do MPLA agradeceu a singela homenagem, considerando-a significante e representativa de mais uma etapa na longa caminha da vida em que conta e contou com professores, instrutores, assessores, chefes políticos e colaboradores para troca de ideias, destacando, neste particular, o primeiro presidente de Angola, António Agostinho Neto, com quem aprendeu a simplicidade, humildade e a lealdade.

“Nunca trabalhei para homenagens, mais sinto-me hoje uma mulher privilegiada por encontrar aqui o reconhecimento da sociedade civil do meu País”, frisou.

Na sua alocução realçou o espírito “magnânimo” do presidente José Eduardo dos Santos, fazendo votos que continue a iluminar o caminho dos angolanos com o patriotismo que o caracteriza em prol do desenvolvimento sustentável do País.

“Permitam-me que partilhe esta homenagem com todos os homens e mulheres desta país, que deram o melhor de si para que conquistássemos a independência e inscrever o seu nome no concerto das nações para converter em sujeito do direito internacional público.

Lembrou ser o mês de Julho dedicado a todas as mulheres africanas, referindo-se à sua luta quotidiana no continente, marcada por exemplos de patriotismo, entrega e dedicação por causas nobres. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA