São Tomé e Príncipe poderá realizar segunda volta das presidenciais

Primeira volta das eleições presidenciais são-tomenses a 17 de Julho de 2016 (RFI/Liliana Henriques)

As eleições nesta quarta-feira na Roça Maria Luísa poderiam obrigar a uma segunda volta das eleições presidenciais são-tomenses. O escrutínio nesse círculo eleitoral de Lembá teria implicado que a nível nacional nenhum dos candidatos obtivesse mais de metade dos votos expressos.

Os 71 eleitores de Maria Luísa tinham boicotado a votação no domingo protestando contra a falta de energia eléctrica. O problema teria sido resolvido e o escrutínio teve lugar nesta quarta-feira.

Evaristo Carvalho teria ganho com 31 votos, Manuel Pinto da Costa teria obtido 18 e Maria das Neves arrecadou 14.

O apuramento destes novos dados, mais os da diáspora, poderia ter colidido com os resultados provisórios anunciados a 18 de Julho pela Comissão eleitoral nacional atribuindo a vitória ao candidato da ADI, Evaristo Carvalho, por 50,1% dos votos.

Um comunicado de Alberto Pereira, da Comissão eleitoral nacional, refere agora que “provisoriamente nenhum candidato conseguiu obter mais de metade dos votos validamente expressos, estando assim aberta a hipótese para a realização de uma segunda volta das eleições presidenciais 2016”. (RFI)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA