Rwanda: Aberta 27ª Cimeira da União Africana

(au.int)

A eleição do presidente da Comissão da União Africana (UA) e a abordagem de questões ligadas à defesa e segurança, com especial realce para o retorno às hostilidades no Sudão do Sul, a situação prevalecente no Burundi, República Democrática do Congo e Sahara Ocidental, marcam os trabalhos da 27ª cimeira de Chefe de Estado e de Governo da organização continental, aberta neste domingo, em Kigali, Rwanda.

Os direitos humanos, com mais incidência para os da mulher, são considerados como tema fulcral a abordar nesta cimeira, para alem da integração continental em cujas bases para a criação da zona de comércio livre foram lançadas na reunião de cúpula realizada em 2015, em Joanesburgo.

Outro assunto que merecerá atenção dos estadistas está relacionado com o orçamento da organização. Sobre este assunto, o ministro angolano das relações exteriores, Georges Chikoti, afirmou que no encontro preliminar chegou a um consenso de que as contribuições sejam de 0,2 porcento sobre as importações dos estados membros, o equivalente a cerca de um bilião de dólares por ano.

Neste evento está igualmente previsto o lançamento do passaporte da UA, cuja acção está inserida na Agenda 2063 que tem como objectivo a livre circulação de pessoas e bens, aliado a intensificação das negociações por parte dos ministros do comércio.

Entre as personalidades presentes na cimeira, destaque vai para o secretário geral das Nações Unidas, Ban Ki Mon.

A delegação angolana ao evento é encabeçada pelo ministro das Relações Exteriores, Gergoes Chikoti, em representação do Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

A 27ª Cimeira da UA realiza-se sob o tema “2016: Ano Africano dos Direitos Humanos com especial incidência sobre os Direitos das Mulheres”. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA