Quanto ganham os banqueiros mais bem pagos do mundo

1 – Jamie Dimon. O CEO do JPMorgan obteve um rendimento de 27,6 milhões de dólares em 2015, acima dos 20,2 milhões de dólares em 2014, ano em que estava em terceiro lugar. (Foto: D.R.)

Uma análise da Equilar mostra que os CEO dos bancos que recebem os salários mais altos viram a sua remuneração aumentar no ano passado. Saiba quanto ganham os 20 mais.

2 – Lloyd Blankfein. O CEO do Goldman Sachs obteve um rendimento de 23,4 milhões de dólares em 2015, abaixo do obtido no ano anterior, o que lhe custou o primeiro lugar que ocupou nos últimos dois anos.. (Foto: D.R.)
2 – Lloyd Blankfein. O CEO do Goldman Sachs obteve um rendimento de 23,4 milhões de dólares em 2015, abaixo do obtido no ano anterior, o que lhe custou o primeiro lugar que ocupou nos últimos dois anos..
(Foto: D.R.)

Os líderes dos maiores bancos mundiais viram a sua remuneração aumentar perto de 8% no ano passado, de acordo com os dados dfa Equilar citados esta semana pelo Financial Times.

3 - Bill Winters. O CEO do Standard Chartered é o primeiro europeu da lista, com um rendimento de 22,4 milhões de dólares. Entrou no banco no ano passado, quando registou prejuízos recorde de 1,5 mil milhões de dólares. Grande parte da remuneração é constituída por “stock options”.. (Foto: D.R.)
3 – Bill Winters. O CEO do Standard Chartered é o primeiro europeu da lista, com um rendimento de 22,4 milhões de dólares. Entrou no banco no ano passado, quando registou prejuízos recorde de 1,5 mil milhões de dólares. Grande parte da remuneração é constituída por “stock options”..
(Foto: D.R.)

O estudo da consultora analisa os dados dos 20 CEO dos maiores bancos dos Estados Unidos, Europa, Canadá e Austrália. O rendimento médio foi de 13,1 milhões de dólares, mas mesmo entre os banqueiros que mais recebem a disparidade é grande.

4- James Gorman. O chairman e CEO do Morgan Stanley ganhou 21,1 milhões de dólares em 2015, abaixo dos 23,1 milhões de dólares de 2014, que lhe garantiu o segundo lugar nesse ano.. (Foto: D.R.)
4- James Gorman. O chairman e CEO do Morgan Stanley ganhou 21,1 milhões de dólares em 2015, abaixo dos 23,1 milhões de dólares de 2014, que lhe garantiu o segundo lugar nesse ano..
(Foto: D.R.)

O CEO do JPMorgan foi o que mais ganhou em 2015, com um salário e outros rendimentos que é quase sete vezes superior ao auferido pelo CEO que aparece em 20.º lugar.

5 - Tidjane Thiam. O CEO do Credit Suisse Group é o segundo europeu do ranking. Com um rendimento de 21,1 milhões de dólares, iniciou funções em meados do ano passado. (Foto: D.R.)
5 – Tidjane Thiam. O CEO do Credit Suisse Group é o segundo europeu do ranking. Com um rendimento de 21,1 milhões de dólares, iniciou funções em meados do ano passado.
(Foto: D.R.)

O Financial Times destaca que o aumento de salários é bem superior nos Estados Unidos, tal como o valor que os CEO ganharam. O rendimento médio dos seis banqueiros norte-americanos neste ranking foi de 20,7 milhões de dólares, o que contrasta com os 10,4 milhões de dólares dos 11 banqueiros europeus.

6 - John Stumpf. O chairman e CEO do Wells Fargo é o primeiro da lista abaixo dos 20 milhões de dólares. O salário não alterou nos últimos três anos (19,3 milhões de dólares), apesar ser um dos maiores bancos de Wall Street com melhor prestação. (Foto: D.R.)
6 – John Stumpf. O chairman e CEO do Wells Fargo é o primeiro da lista abaixo dos 20 milhões de dólares. O salário não alterou nos últimos três anos (19,3 milhões de dólares), apesar ser um dos maiores bancos de Wall Street com melhor prestação.
(Foto: D.R.)

Como vem sendo habitual, os líderes dos bancos norte-americanos surgem destacados no topo dos mais bem pagos. A lista é liderada por Jamie Dimon, do JPMorgan (+36% para 27,6 milhões de dólares), surgindo em segundo Lloyd Blankfein, do Goldman Sachs (-4% para 23,4 milhões de dólares).

6 - John Stumpf. O chairman e CEO do Wells Fargo é o primeiro da lista abaixo dos 20 milhões de dólares. O salário não alterou nos últimos três anos (19,3 milhões de dólares), apesar ser um dos maiores bancos de Wall Street com melhor prestação. (Foto: D.R.)
6 – John Stumpf. O chairman e CEO do Wells Fargo é o primeiro da lista abaixo dos 20 milhões de dólares. O salário não alterou nos últimos três anos (19,3 milhões de dólares), apesar ser um dos maiores bancos de Wall Street com melhor prestação.
(Foto: D.R.)

Entre os cinco mais bem pagos surgem dois europeus: Bill Winters, o novo CEO do Standard Chartered (22,4 milhões de dólares) e Tidjane Thiam, o líder do Credit Suisse (21,1 milhões de dólares).

Neste top 20 também aparece um gestor português, António Horta Osório, que desceu na lista face aos anos anteriores.

Confira na fotogaleria quem são os 20 CEO mais bem pagos e quando ganham. (jornaldenegocios)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA