Prejuízos do incêndio do mercado do Kicolo avaliados em mais de 40 milhões de kwanzas

Incêndio no Interior de um mercado (Arquivo) (Foto: Lucas Neto)

Os prejuízos materiais do incêndio ocorrido no mercado do Kicolo, município de Cacuaco, que afectou 150 barracas, estão avaliados em mais de 40 milhões de kwanzas, disse o porta-voz do comando da Polícia Nacional, Mateus Rodrigues.

Em declarações à Angop, Mateus Rodrigues, referiu que do incêndio, causado por fogo posto, ficaram destruídos produtos diversos, com destaque para material de construção e electrodomésticos que se encontravam no local para venda.

De acordo com o oficial, a polícia deteve terça-feira, um segundo homem, de 27 anos de idade, membro do grupo de seis elementos, acusados de protagonizar o incêndio.

“ Nos interrogatórios, os dois detidos confessaram ter deitado fogo na barraca de uma vendedora que devia 700 kwanzas, fruto de trabalhos de limpeza prestado durante a semana. Como a senhora recusava-se a pagar, foi ateado fogo na barraca que se foi alastrando para outras ”, explicou.

Com a extensão do incêndio, prosseguiu, instalou-se o pânico no local e elementos do grupo e outras pessoas começaram a fazer saques.

Localizado entre os bairros do Compão, Boa esperança e Augusto Ngangula, o mercado do Kicolo é o maior do município de Cacuaco e alberga mais de seis mil vendedores que comercializam material de construção, vestuários, equipamentos eléctricos e electrónicos, geradores, calçados, horto-frutícolas entre outros bens de primeira necessidade. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA