Polícia Nacional desactiva esconderijo de explosivos

(DR)

Um esconderijo, com armas de fogo de diversos calibres e vários engenhos explosivos, foi desactivado, no passado dia 14 do mês em curso, na Fazenda Cuso, município de Samba Caju, província do Cuanza Norte, pelas forças da Polícia Nacional.

O dado consta do relatório de balanço do Comando provincial da corporação, referentes aos últimos sete dias, enviado, a Angop, em Ndalatando, indicando que o paiol continha 13 mil e 260 munições diversas, 265 cunhetas de munições de 14 milímetros (mm) dos tipos H-7, HZ-17 e HZ-14, outras 55 do tipo AG-17, 87 obuses de RPG-7, três outros de morteiro de 81 mm.

Constam ainda dos achados, todos em estado obsoleto, um obus de 81 mm, uma mina anti pessoal, um bloco de TNT, duas armas, sendo uma do tipo RPG-7 e outra PKT, uma espoleta de mina do tipo muve-2 .

No mesmo período, a polícia registou ainda a entrega voluntária de uma arma do tipo AKM em estado obsoleto, no município da Banga.

Segundo ainda o documento o Comando Provincial da Polícia Nacional no Cuanza Norte registou, no período em análise, 41 crimes de natureza diversa, menos um, em relação a igual período anterior.

Dos crimes destacam-se 16 furtos, 15 ofensas corporais voluntárias, sendo nove simples e seis graves, quatro roubos, enquanto tentativa de violação, resistência contra agente da autoridade, desobediência, introdução em casa alheia, injuria e apropriação de coisa achada registaram um caso cada.

A polícia deteve 19 indivíduos indiciados pela autoria dos crimes, o que corresponde a uma operatividade de 66 por cento, ao esclarecer 27 do total dos crimes notificados.

Os municípios mais afectados foram Cazengo, com 30 casos, Cambambe, com cinco e Lucala, com dois. Ambaca, Banga, Golungo Alto e Quiculungo seguiram-se com um caso cada.

Quanto aos acidentes de viação, o documento refere terem sido registados 10, mais dois em relação a igual período anterior, tendo como consequências quatro feridos e danos materiais avaliados em quatro milhões e 150 mil Kwanzas, ocorridos nos municípios de Cazengo, Cambambe, Lucala e Golungo Alto.

Atropelamentos, colisões entre veículos e estes contra obstáculos fixos e motociclos bem como despistes foram a natureza dos acidentes que tiveram como causa o excesso de velocidades e a falta de prudência.

No domínio da regularização e fiscalização do trânsito foram aplicadas 57 multas (+10), no valor de 799 mil e 54 kwanzas, apreendidas duas viaturas por mau estado técnico e cinco motociclos por falta de uso de capacete.

Foram ainda retidos 26 livretes, 24 títulos de registo de propriedade, 20 cartas de condução e 10 verbetes de livretes por diversas infracções ao código de estrada. (ANGOP)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA