PMA precisa de mais de 600 milhões de dólares para aliviar a fome na África Austral

(REUTERS)

O Programa Mundial da Alimentação (PMA) tem em falta 610 milhões dos 730 milhões de dólares americanos necessários, nos próximos 12 meses, para aliviar sete países da África Austral, incluindo Moçambique, da crise de fome imposta pela seca.

Num comunicado divulgado hoje, o PMA diz que além de Moçambique, são fortemente atingidos pela crise o Malawi, Zimbabwe, Lesoto, Madagáscar, Suazilândia e Zâmbia.

No Malawi, a agência precisava de 288 milhões de dólares, mas apenas angariou 43 milhões. No Zimbabwe são necessários 228 milhões e o PMA conseguiu um décimo do valor.

A seca na região é influenciada pelo fenómeno El Nino. A produção de milho, principal fonte de alimentação, foi largamente afectada. (VOA)

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA